Archive for the Uncategorized Category

TecnoMagia – Nuvem

Posted in Uncategorized with tags , , on março 21, 2012 by felipefonseca

Portal Interdimensional da Pajelança Tecnomagica

10 a 13 de Maio no Vale do Pavão – Na NUVEM estação rural de arte e tecnologia

Quais os limites da sua crença na ciência normal e sua sucessão infinita de paradigmas? Nós nascemos em hospitais mas fugimos da aula de anatomia e todo o pragmatismo da talha hipocrática dos bisturis afiados desta operação cirúrgica de cortes dos umbigos da genealogia que definiu os nomes das crenças todas. Falanges e turbas de entidades míticas que protegem o pensamento daqueles que podem crer em algo para além da metafísica da colisão de particulas que gerarariam novos universos, redefinindo as posições dos astros, estrelas e fronteiras. Dissecar então a etimologia de “Universo” até chegar no fim da História para enfim repetir como farsa apoteótica?Talvez o que querem os bastardos desta genealogia da Alquimia, Macumba, Santeria, Física Computacional Aplicada e todo seu caleidoscópio de lendas tortas derivadas e híbridas de uma mesma rede de delírios seja apenas a parte ritual de uma celebração da dúvida que persiste como impossibilidade da morte em vida. Puro Oxímoro. A pura entropia, sem as contas? Ábacos são Oráculos? Que horas temos? Faça-se carne entre nós!

Nomes e chamados

Posted in Uncategorized with tags , on fevereiro 26, 2012 by felipefonseca

- Como você chama?

- Como chamo o quê?

- Não, como você se chama?

- Eu não preciso me chamar, estou sempre aqui.

- Ok, ok, e como as pessoas te chamam?

- Atualmente me chamam por e-mail ou SMS.

- Ah, saco! Quero saber qual é seu nome?

- Por quê?

- Porque eu preciso saber com quem estou falando!

- Quem quer saber?

- Como, quem que saber? Eu!

- Eu quem?

- Deixa pra lá…

Magia lab

Posted in Uncategorized with tags , , on outubro 25, 2011 by felipefonseca

Marco Tempest, ciberilusionista:

Via Beyond the beyond (Bruce Sterling)

Feitiços que não funcionam

Posted in Uncategorized with tags , , on outubro 20, 2011 by felipefonseca

Bica mandou na lista MetaReciclagem a dica do Grimório Inócuo:

Já em sua quinta edição, o Grimório Inócuo é uma compilação de feitiços, rituais e encantamentos de diversas origens e para os mais variados fins, todos testados pelos editores, que garantem que nenhum deles funciona.

Ainda que pareça inútil, a obra é de grande valia para os não-iniciados que pretendem praticar magia sem correr os riscos de seus efeitos. Também serve como guia: os feitiços que não estão no livro, em princípio, podem funcionar.

Esta quinta edição, pela primeira vez, foi reduzida em relação à anterior. Oito feitiços foram retirados porque alegadamente funcionaram, dois deles com consequências letais. Ainda que possa ter sido por coincidência ou efeito nocebo, os editores preferiram não comprometer a reputação do Grimório.

Psicogeofísica

Posted in Uncategorized with tags , , on setembro 23, 2011 by felipefonseca

Fabi Borges incitou uma beleza de conversa com ares tecnomágicos na lista da MetaReciclagem. Vale conferir o verso todo por lá:

http://thread.gmane.org/gmane.politics.organizations.metareciclagem/46145

Re(de)ligiões

Posted in Uncategorized with tags , , , , on agosto 1, 2011 by felipefonseca

Kevin Kelly, comentando as ideias de Jim Gilliam:

Penso que precisamos estar preparados para todo tipo de novas religiões baseadas na ideia de uma alma planetária. No sentido de uma única teia de neurônios eletrônicos ao redor do globo, conectando todos os seres senscientes. A Noosfera vai passar de uma especulação hipotética de um padre Católico para um indiscutível concorrente da fé Católica. Veremos a emergência dos Noôsnicos, Globalistas, Sobrementais, Bitmonges, Quantumarianos e uma centena de outras seitas e cultos que levarão a sério a ideia de um glorioso espírito planetário como reflexo do divino.

Teologia Pirata

Posted in Uncategorized with tags , on junho 25, 2011 by felipefonseca

Em resposta a meu post anterior, o Capi mandou o link para esse post esboçando Elementos para uma teologia pirata:

para abandonar o trabalho, as tarefas forçadas, as obrigações todas, é urgente uma educação social, que se orienta a liberdade inclusive espiritual, que seja radical em nunca esquecer o desejo, e em realizar a revolta abandonando a representação. tão radical que não tenha lugar na representação do mundo, e ainda assim a amedronte a ponto de ceder espaço. onde quer que esteja o educador radical, com apenas o cheiro da revolta, é possível multiplicar. é possível atender o desejo na liberdade criativa, realizar o ato de revolta e multiplicar a educação social radical na forma de sonho. trata-se antes de vida que de um projeto de partido.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.